Bezerra da Silva - ladro que no acaba mais

Quando Cabral aqui chegou E semeou sua semente Naturalmente começou A lapidação do ambiente Roubaram o ouro, roubaram o pau Pra ficar legal, ainda tiraram o couro Do povo dessa terra original E só deixaram a má semente Presente de Grego Que logo se proliferou E originou a nossa gente É ladrão que não acaba mais Tem ladrão que não acaba mais Você vê ladrão quando olha pra frente Você vê ladrão quando olha pra trás E, a terra boa, mais o povo continua escravizado Os direitos são os mesmos Desde os séculos
Back to Top